Elaborado com uvas dos vinhedos de altitudes elevadas La Pirámide e Altamira. Rendimentos limitados. Colheita manual, de baixíssimos rendimentos e com colheita manual, vinificado com fermentação em tanque de aço inoxidável com controle de temperatura, 36 dias de maceração e fermentação malolática completa, madurou 18 meses em barrica de carvalho francesa (85%, sendo 50% de barricas novas) e americana (15%, sendo 25% de barricas novas).

Vinho muito bom, com potencial de longa guarda, que remete a alguns dos famosos vinhos de St Emilion em Bordeaux, com uma pronunciada elegância.

De cor rubi intenso, apresentou aromas frutado e florais e discreta madeira, que não prevaleceu sobre a fruta. Na taça, evoluiu para aromas de especiarias (eu senti canela), chocolate e um caramelo adocicado no final. Na boca era encorpado, com boa acidez e taninos bem macios, quase aveludados.

Um vinho para ser degustado muitas e muitas vezes mais.

Anúncios