A harmonização do vinho com comida é uma arte, e uma das mais difíceis, eu diria, tanto para enófilos iniciantes quanto iniciados.

Isso porque a harmonização perfeita deve fazer com que a comida e o vinho combinem, conversem, e a comida deve continuar agradável, e o vinho deve ser realçado, “amaciado”, “melhorado” e melhor aproveitado.

E é verdade, quando a harmonização funciona o vinho melhora mesmo, e muito como é o caso do Vin Santo (vinho doce da Toscana) quando consumido com os biscoitos Cantuccini (biscoito meio doce e seco da Toscana feito com amêndoas), na Itália, ou do mesmo Vin Santo quando consumido com Panetone, aqui no Brasil. Esse é um caso clássico de harmonização perfeita, que deixa o vinho MA-RA-VI-LHO-SO.

Cantucci com Vin Santo

Outra harmonização que funciona, e que é fácil de achar, é o vinho tinto Red Selection (um blend das uvas Malbec, Cabernet Sauvignon e Petit Verdot produzido pela Bodegas Salentein em Mendoza, Argentina) do Outback Steakhouse; vinho frutado, encorpado, potente e tânico, que chega a ser agressivo se consumido sozinho, mas que é suavizado e melhorado ao ser consumido com as carnes vermelhas suculentas e super temperadas da casa, geralmente acompanhadas de molhos ainda mais temperados, do tipo Barbecue, Chimichurri e outros.

Mas em termos de harmonização nenhuma regra é absoluta, a combinação depende muito (e quase que totalmente) dos gostos pessoais, do grau de sensibilidade e tolerância ao sal, doçura, acidez e amargor de cada um, e quando pensamos em um vinho para combinar com uma receita, pensamos nos principais ingredientes do prato (se é a base camarão, carne vermelha ou carne branca, ou se o molho é vermelho ou banco, por exemplo), e não damos muita atenção para um ingrediente ou um tempero específico, que às vezes nem faz parte da receita, e que se aparecer em pouca ou em muita quantidade pode fazer toda a diferença, e pode prejudicar a harmonização.

Por isso, para ser perfeita a harmonização só funciona mesmo se provarmos antes alguns vinhos e a comida, juntos. Aí não tem erro… a não ser se façam o prazo de um jeito diferente… ai ai ai…

Fora isso, o que temos são regras básicas que podem facilitar esse caminho, e alguns palpites.Para facilitar a nossa vida eu separei alguns infográficos (a maioria em Português), os que eu achei mais fáceis de “ler” e memorizar, e que vocês poderão acessar e dispor à vontade, e por em prática essa tal arte tão imprecisa de harmonização;Vamos a eles:Nós brasileiros amamos uma Pizza! No almoço, no jantar, no meio da semana ou nos fins de semana, não importa, a Pizza está sempre em nossas mesas.Então pra começas as dicas de harmonização deste artigo, nada melhor do que um infográfico sobre harmonização de vinho com Pizza!

Harmonização um vinho para cada pizza.png
Fonte: Empório Basílico

Agora se quiser eleger um único vinho que pode ser consumido com todas as Pizzas, de modo geral, escolha vinho italiano Montepulciano d’Abruzzo. Falei sobre ele aqui no Blog, na semana passada, no artigo Montepulciano d’Abruzzo DOC: o vinho amigo da Pizza!

Outra grande dúvida que assola os enófilos iniciados, é que tipo de carne combina com que tipo de vinho.

A carne branca de peixe combina com vinhos brancos mais leves e refrescantes, a carne branca de frango combina com vinho branco mais encorpado, e a carne vermelha combina com vinho tinto. Certo? Então… nem sempre… E os outros tipo de carnes?

Os infográficos abaixo, e que devem ser interpretados em conjunto, têm as respostas a essas dúvidas:

Harmonização de carnes de acordo com o corpo do vinho. Fonte: Restaurante à La Carte

Para se ter uma ideia de qual difícil e relativa é a arte de harmonização, o infográfico abaixo mostra que a escolha do vinho, se tinto ou branco, pode mudar a depender da modo de preparo do frango, por exemplo:

Harmonização chiken and wine.png
Harmonização de vinho com frango de acordo com o modo de preparo e acompanhamentos. Fonte: Notas de Sabor

E quais são os tipos de vinhos que melhor combinam com cada tipo de queijo? O infográfico abaixo pode te ajudar:

harmonizacao-de-vinho-e-queijo
Fonte: Winer

Recentemente escrevi o artigo Harmonizando Queijos e Vinhos aqui no Blog abordando de forma mais ampla exatamente essa questão, acho que vale a pena dar uma conferida :-).

E como combinar as saladas e ou legumes? Como combinar as massas com molhos brancos e com molhos vermelhos? E os sanduíches?

A resposta não é nada simples, requer prática e experiência. Mas para começar, deem uma olhadinha nesses outros três infográficos, vejam o que descobrem, e mãos à obra, pessoal!!! Vamos praticar e vamos acertando a harmonização dos nossos pratos prediletos com a bebida de Bacco !!!

harmizacao-de-vinho-e-comida
Fonte: MulPix
guia-de-harmonizacao-de-vinhos
Fonte: Pinterest
harmizacao-de-vinho-e-comida-ii
Fonte: Sapore d’Italia

E neste posto era SÓ isso, pessoal. Voltamos com mais dicas de harmonização em outros artigos.

Espero que tenham gostado e que continuem acompanhamento o Blog.

Anúncios