Que o vinho tinto faz bem à saúde todos nós já sabemos.

Graças ao seu alto teor de polifenóis, o vinho tinto elimina os radicais livres e protege o coração, e muitos médicos já aconselham seus pacientes a beberem uma taça de vinho tinto por dia durante as principais refeições, porque faz bem para saúde. Porém, ingestão deve ser evitada se a pessoa tiver diabetes, ingerir medicamentos controlados ou outras doenças crônicas.

wine-is-divine
Charge: Blogs Gazeta Online

O rol dos benefícios do consumo constante e moderado do vinho tinto no organismo é imenso:

  1. Atua como um escudo natural no organismo: segundo pesquisas da Sociedade Europeia de Cardiologia, basta uma taça diária para diminuir em pelo menos 11% o risco de infecção por bactérias que causa uma série de doenças, como úlceras, gastrites, infecções e muitos tipos de câncer.
  2. Fortalece os ossos, veias e artérias: de acordo com estudos de universidades americanas e suecas, beber moderadamente, principalmente em idades mais maduras (a partir dos 40), fortalece os ossos, veias e artérias, prevenindo muitos problemas que podem surgir no futuro (como osteoporose e varizes).
  3. Antioxidante, aliado a exercícios físicos aumenta o colesterol bom e diminui o colesterol ruim: o resveratrol, a famosa substância saudável presente nos taninos dos vinhos, é a whey protein do coração, além de trazer um benefício a mais à pessoas com tendência a ter diabetes. Experimentos de laboratório da Universidade de Alberta, no Canadá, descobriram que duas taças de vinho por dia aumentam o colesterol bom e diminuem o ruim, mas não basta só beber, para o efeito funcionar é preciso se mexer, caminhar e fazer exercícios. E como o antioxidante faz tudo isso? Ele pode diminuir os níveis de açúcar no sangue e reduzir a pressão arterial.
  4. Retardar a degeneração da retina e prolonga o tempo útil da visão boa: de acordo com estudos do Departamento de Oftalmologia da Universidade de Udine, beber vinho moderadamente pode retardar a degeneração da retina e ainda previne os riscos de cegueira.
  5. Aliado da memória: o vinho ajuda a preservar a memória mesmo na terceira idade. De acordo com o setor médico da Universidade do Arizona, isso acontece porque o vinho previne o sangue de coagular e reduz a inflamação dos vasos, ambos relacionados ao declínio de memória.
  6. Aliado na desintoxicação alimentar: segundo um estudo da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Porto, uma a duas taças de vinho no dia seguinte ao da intoxicação alimentar  praticamente matam as bactérias responsável pela intoxicação e acelera o processo de recuperação.
  7. Aumenta o desejo e a satisfação sexual: uma pesquisa publicada no The Journal of Sexual Medicine, realizada com 800 mulheres italianas, concluiu que quem consome duas taças de vinho por dia apresenta aumento no nível de desejo e satisfação sexual. Isto acontece porque os compostos do vinho tinto aumentam o fluxo de sangue em áreas específicas do corpo.
  8. Ajuda na perda de peso: estudos recentes afirmam que uma taça de vinho antes de dormir pode trazer ao organismo os mesmos benefício de uma hora de academia. (?Será?).

E é certo: Vinho além de uma a duas taças por dia pode fazer mais mal do que bem. E pode engordar sim, e muito!

O que engorda no vinho é o açúcar residual que não se transformou em álcool durante a fermentação alcoólica. Por isso os vinhos doce e/ou de sobremesa ganham disparado na contagem de calorias, seguidos pelos espumantes doces ou meio doces como o Moscatel.

Mas o Vinho Branco e o Vinho Tinto, que tem entre 82 e 85 calorias por 100g (aproximadamente 100ml), aproximadamente, também tem sua grande parcela de responsabilidade no aumento de peso indesejado. Veja a tabela de informação nutricional (Fonte: Google):

informacao-nutricional-vinho-branco

informacao-nutricional-vinho-tinto

Então cuidado, meninas, porque com as festas de fim de ano o nosso consumo de vinhos praticamente quadruplica, e é melhor ficar de olho nas calorias (e na balança) para para não errar na medida.

E BOAS FESTAS!!!

 

Anúncios